Ícone do Whatsapp

Coccidinia: uma condição dolorosa que pode ser tratada

Compreenda mais sobre a Coccidinia, suas causas e tratamentos para aliviar o desconforto diário e melhorar a qualidade de vida.

homem com dor nas costas ao passar o dia todo sentado

Você já ouviu falar sobre coccidínia? Essa condição, embora não tão conhecida quanto outras condições relacionadas à coluna, pode causar dores intensas e persistentes, impactando a qualidade de vida do paciente. Ela é uma causa frequente de desconforto para muitas pessoas ao redor do mundo. 

Se quer entender mais sobre o assunto, continue lendo para entender o que é a coccidínia, os principais sintomas e quais as possíveis causas, além de explorar as opções de tratamento para auxiliar os pacientes a recuperarem sua qualidade de vida. 

Boa leitura! 

O que é Coccidínia?

A coccidínia, ou coccigodinia, é uma condição médica que se caracteriza pela inflamação do cóccix, um osso localizado na base da coluna vertebral, que pode causar dor intensa e lancinante. Ela é uma região sensível e importante para o nosso equilíbrio ao sentar e levantar. 

ilustração da porção inferior da coluna vertebral
Apesar de pequeno, o cóccix é fundamental para fornecer o suporte para o corpo ficar sentado.

A anatomia da região do cóccix é composta por um pequeno conjunto de ossos localizados na extremidade inferior da coluna vertebral, abaixo do osso sacro. Esses ossos formam o cóccix, que é composto por três a cinco vértebras fundidas. 

A região é cercada por tecidos moles, músculos e ligamentos que dão suporte à coluna vertebral e ajudam na movimentação e estabilidade da pelve. Devido à sua localização e função, qualquer lesão, inflamação ou irritação nessa área pode levar à coccidínia, resultando em dor e desconforto ao sentar, ficar em pé ou se mover. 

É importante ressaltar que sentir dor no cóccix em algumas situações, como após uma queda ou um impacto direto na região, pode ser considerado normal. Geralmente, esse tipo de dor tende a melhorar em alguns dias ou semanas após o repouso. 

Mas quando a dor no cóccix se torna persistente pode ser indicativo da condição. O importante é que o paciente não tente resolver o problema sozinha ou apenas ignore a dor. Um ortopedista ou especialista em dor é o profissional indicado para ajudar nos casos de coccidínia. 

Sintomas da Coccidínia

Os sintomas da coccidínia podem variar de pessoa para pessoa, mas alguns dos mais comuns incluem: 

  • Dor no cóccix; 
  • Sensibilidade na região;
  • Inchaço. 
homem idoso sentado em uma cama com expressão de dor causada pela coccidínia
O sintoma mais comum da coccidínia é a dor na região do cóccix que é causada ao pressionar a região. 

O sintoma mais comum da coccidínia é a dor na região do cóccix. Muitas pessoas descrevem essa dor como uma sensação de desconforto ou pontada na base da coluna vertebral. Essa dor pode variar em intensidade, desde leve e incômoda até mais intensa e limitar o dia a dia do paciente. 

Além disso, a dor da coccidínia pode se manifestar de forma aguda, surgindo repentinamente após um evento traumático, ou de maneira crônica, persistindo ao longo do tempo. 

Outro sintoma comum é a sensibilidade ao toque ou ao pressionar levemente o cóccix. Esse sintoma pode dificultar atividades diárias que envolvam sentar-se, como trabalhar em um escritório ou até mesmo dirigir por longos períodos. 

A coccidínia também pode causar desconforto ao levantar-se de uma posição sentada ou deitada. Algumas pessoas relatam sentir uma dor aguda ou dormente ao se erguer de uma cadeira ou ao sair da cama pela manhã. 

Esse sintoma pode impactar a qualidade de vida e a mobilidade do paciente. E na maioria dos casos, os sintomas da coccidínia desaparecem espontaneamente dentro de um período de 3 meses

Causas da Coccidínia

A coccidínia pode ser desencadeada por diversos fatores, como: 

  • Trauma ou lesões na região do cóccix; 
  • Inflamação de ligamentos; 
  • Presença de tumor nas proximidades. 

Uma das causas mais comuns para a coccidínia é o trauma direto na região do cóccix. Quedas ou impactos fortes sobre a área podem resultar em contusões ou fraturas no osso do cóccix, causando dor intensa e desconforto. 

Algumas práticas esportivas podem sobrecarregar o cóccix, como o ciclismo, e provocar a inflamação da região. Assim como o processo de parto, especialmente em partos difíceis ou traumáticos, pode levar ao alongamento excessivo dos músculos e ligamentos ao redor do cóccix. 

homem sentado no sofá com expressão de dor ao pressionar o cóccix
Uma das principais causas da coccidínia é o trauma direto na região do cóccix, como uma queda sentado. 

Além disso, quando um tumor cresce nas proximidades do cóccix, ele pode exercer pressão sobre os tecidos ao redor da região, como nervos, músculos ou ligamentos, resultando na coccidínia. No entanto, é importante ressaltar que este quadro é bem raro!

Em alguns casos, a causa da dor no cóccix não pode ser identificada, sendo denominada como coccigodinia idiopática. Isso significa que mesmo após exames, não se encontra uma razão específica para a dor. 

Quando a dor no cóccix é preocupante?

A dor no cóccix geralmente pode ser tratada com medidas simples, como repouso, aplicação de calor ou gelo e medicamentos analgésicos. No entanto, alguns sinais de alerta devem ser observados como: 

  • Dor intensa e persistente; 
  • Febre, inchaço ou vermelhidão na região; 
  • Perda de controle da bexiga ou do intestino;
  • Dor que interrompe o sono; 
  • Fraqueza ou dormência nas pernas.

Se você estiver com algum desses sinais de alerta, é importante consultar um médico imediatamente para investigar o caso. 

Diagnóstico da Coccidínia

médico com um termômetro para verificar a febre do paciente idoso no consultório
O diagnóstico da coccidínia é realizado a partir de um exame clínico para investigar traumas e lesões na região. 

O diagnóstico da coccidínia é feito a partir de um exame clínico. O médico irá fazer perguntas sobre a intensidade da dor, quando começou, o que a agrava, além de investigar se houve algum tipo de evento traumático na região do cóccix, como cair sentado ou lesões.

Além disso, pode ser necessário exame físico, que consiste em apalpar e pressionar a área do cóccix para avaliar a sensibilidade e verificar se há inchaço ou anormalidades. Embora esse exame pareça desconfortável, é fundamental para auxiliar o médico a diagnosticar a origem da dor. 

Em alguns casos, exames de imagem, como radiografias ou ressonâncias magnéticas, podem ser solicitados para descartar outras possíveis causas de dor na região lombar ou do quadril e obter um diagnóstico preciso, descartando qualquer possibilidade. 

Qual o melhor tratamento para a Coccidínia? 

O tratamento da coccidínia é focado em aliviar a dor e recuperar a região. Em casos leves, medidas simples como repouso e aplicação de calor ou gelo na área podem resolver e trazer alívio para a dor. Além de que medicamentos analgésicos podem ser usados em conjunto para controlar o sintoma. 

Já em situações de sintomas persistentes, a fisioterapia é uma opção importante para fortalecer os músculos ao redor do cóccix, melhorar a postura e reduzir a tensão na região. Em alguns casos, injeções de corticosteróides podem ser administradas para reduzir a inflamação da região. 

Além disso, em casos raros e graves que não respondem a outras formas de tratamento, a cirurgia pode ser considerada, denominada coccigectomia. Mas esta é uma opção reservada para quadros excepcionais, bem como em casos de tumor que afetam a região do cóccix. 

almofada ortopédica posicionada em cima de uma cadeira para proteger a coluna vertebral
Almofada ortopédica é opção ideal para distribuir o peso de forma mais uniforme e retirar pressão sobre o cóccix.

Por isso, adotar uma postura correta ao sentar-se pode reduzir a carga sobre o cóccix, diminuindo a dor e o impacto na região. As almofadas ortopédicas, por exemplo, são projetadas para distribuir o peso de forma mais uniforme, reduzindo a pressão direta sobre o osso. 

A Unidade Médica Avançada conta com uma clínica no Itaim Bibi, em São Paulo, com um tratamento humanizado e uma equipe de especialistas em dor para entender os seus sintomas e devolver a sua qualidade de vida.   

Leia também: 

Data de publicação: